Projeto Debique essa idéia use fio limpo!

Projeto Pipas em Curitiba


“Debique essa idéia use fio limpo!”


Debique essa idéia empine sua pipa e sua raia com responsabilidade, use fio limpo, não use cerol e nenhum tipo de cortante evitando o perigo de acidentes.
Lançando a campanha não use cerol e nenhum tipo de cortante para empinar pipa e soltar raias longe da rede elétrica e vias publicas.
Somos uma equipe organizada que solta pipas com o interesse de socializar crianças, adolescentes e adultos para praticar um lazer saudável, evitando o perigo de acidentes.
Soltar pipas e raias é uma paixão, vamos fazer isso com “responsa”, usando um fio limpo de qualidade, você vai atingir o seu objetivo somente com sua habilidade.
O projeto oficina de pipas é um trabalho social que abrange escolas e entidades de Curitiba e região, e busca um local publico para empinar pipas, raias e artefatos de papeis, denominado pipódramo.
O presente Projeto busca atrair os jovens por seu conteúdo positivo e lúcido na confecção de pipas, propiciando alem do desenvolvimento de habilidades para o trabalho, um convívio social na qual essa parcela da juventude que vive um processo de exclusão social, muitas vezes sofrendo discriminação em razão de suas condições de existência, possa ter uma participação ativa na comunidade, assim como no próprio seio familiar, rompendo com a visão estigmatizada da adolescência.
Viu-se a necessidade de resgatar e redirecionar seu potencial e seu dinamismo para valores humanísticos e éticos, que pudessem oferecer-lhes alguma alternativa de inclusão social e de desenvolvimento pessoal, a Equipe Art Céu – Pipas e Raias com o Projeto Pipas em Curitiba, alem das oficinas, festivais e revoadas esta requerendo e direcionando os fundos de vales próximos a córregos e pequenos rios para que sejam construídos pipódramos,
lugares próprios para o lazer de empinar pipas.

Mauro Gonçalves

Via Equipe Art Céu

Produção de Energia através das Pipas!

Kite Gen ® é a última evolução do aproveitamento da energia eólica. É um conceito radicalmente novo e inovador, que pode ser a solução mais prática e sólida, no mercado de fontes renováveis, para as necessidades mundiais de energia e problemas.

A principal novidade é dada pelo fato de Kite Gen poder explorar o inexplorado, quase interminável e quase universalmente disponível alimentação de energia: eólica altitude.

Para explorar esta enorme quantidade de energia que uma mudança radical de perspectiva tem sido feito: sem estruturas mais pesadas e estática, mas dinâmica de máquinas leves e com

grandes asas, impulsionado por um sistema de controle de alta tecnologia baseada em sensores aviônicos, voar a grande altitude, a colheita da energia dos ventos poderosos, muito mais rápido e constante do que os disponíveis para moinhos de vento tradicionais.

A Kite Gen é um novo tipo de usina de geração elétrica, com base em uma fonte renovável, adequada para qualquer território, a custos mais baixos do que as plantas de geração de combustíveis fósseis, em concorrência direta com a produção convencional de hoje (carvão, óleo ou nucleares).

Assista o video abaixo para entender o funcionamento:

No “Stem” configuração das asas puxa os cabos que, através de um sistema de polias, ativa os alternadores no chão, que produzem eletricidade. Quando os cabos são totalmente desenrolados, a asa é orientada para uma posição onde ela perde a sua resistência ao vento e os cabos são enrolados dentro consumo de energia da fase de liquidação é uma fração menor da energia gerada durante a fase de recolhimento.

No cerne do projeto é o software que autonomamente os pilotos das pipas de energia, de modo que os padrões de vôo pode ser controlados e normalmente direcionado para maximizar a produção de energia.

Em 2006 Kite Gen pesquisa construiu um primeiro protótipo, codinome KSU1, testado a uma altitude de 800m com a autorização da ENAC e ENAV (italiana Autoridades da Aviação Civil).

Além da verificação dos dados teóricos, a KSU produziu energia, graças ao desenrolar / rewind ciclo: média e pico de 5kW 30kW, com um terreno de 4,5 m / s.

A configuração tronco vem produzindo hoje e o funcionamento do gerador em primeiro lugar, perto de Asti – um lugar onde as condições do vento são considerados definitivamente insuficiente para geradores eólicos tradicional – está prevista para o início de 2010.

Via Kite Gen